Dica

ENTENDENDO O CENTRO DE CARGA

ENTENDENDO O CENTRO DE CARGA legenda da foto legenda da foto legenda da foto legenda da foto legenda da foto

       

          O centro de carga é um dos fatores de maior importância quando se fala em movimentação de materiais, como no caso das empilhadeiras, e ainda assim é desconsiderado pela grande maioria dos usuários que estão adquirindo um equipamento para esse fim. A má interpretação, ou a falta dela, do centro de carga ainda é uma das principais causas de acidentes de trabalho envolvendo equipamentos de movimentação de carga. Além disso, o centro de carga define o tamanho do seu equipamento. Por esse motivo, listamos abaixo algumas dicas e orientações para auxiliar na determinação do centro de carga e garantir a segurança do operador e o bom funcionamento do equipamento.  

Entendendo o Centro de Carga

          Centro de carga, também conhecido como centro de gravidade, é o parâmetro que define a capacidade nominal do equipamento para elevar com equilíbrio uma carga sem que haja risco de tombamento. Cada equipamento possui o seu centro de carga, que varia de acordo com o peso, as dimensões e a altura de levante do material a ser transportado e/ou erguido.

          Todo equipamento utilizado em processos de movimentação de carga deve conter um demonstrativo, seja na forma de gráfico ou tabela, que relacione o centro de carga com o peso permitido e a altura de levante do material. Para que se mantenha o equilíbrio, à medida que se aumenta a elevação, reduz-se gradativamente a capacidade permitida. Essa proporção de capacidade x altura de elevação chama-se capacidade residual, e cada equipamento tem sua própria tabela.

          Como exemplo de centro de carga e capacidade residual, podemos fazer a seguinte leitura do gráfico abaixo: a empilhadeira levanta um peso máximo de 3000kg a uma altura de 4,5m para uma carga com centro de carga de 50cm, ou seja, de dimensões 100 x 100 x 100cm.

          As dimensões da carga são tão importantes quanto o peso em si. Quanto maior o volume do material transportado menor a capacidade em peso suportada pelo equipamento uma vez que o centro de carga é deslocado.

          Além da altura de elevação, do peso e das dimensões da carga, que são os fatores principais nessa análise, existem outros aspectos importantes que também contribuem diretamente para a redução da capacidade de carga do equipamento. São eles:

  • A velocidade de operação durante os processos de movimentação. Quanto mais rápida a operação, menor a estabilidade da máquina e da carga que ela movimenta

  • Os acessórios que o equipamento utiliza, como o deslocador lateral e os clamps em geral, que deslocam o centro de carga da máquina

  • O raio de giro. Quanto mais acentuada a curva maior o risco de tombamento

  • O nivelamento do chão de operação. Quanto mais desnivelado for o piso, maior o risco de tombamento

  • O vencimento de rampa. Quando o equipamento precisa subir ou descer uma rampa o centro de carga é deslocado pela força da gravidade

          É importante lembrar ainda que uma empilhadeira, por questão de segurança e equilíbrio, deve sempre se movimentar com as lanças abaixadas e com a torre inclinada para trás, aspectos simples que favorecem o centro de gravidade da sua máquina. Esses simples esclarecimentos asseguram a estabilidade do seu processo de movimentação, reduzem o risco de tombamento do seu equipamento e oferecem segurança para o operador e o ambiente de trabalho.

          Com esses conceitos gerais já esclarecidos, vale alertar sobre a importância desse parâmetro no que diz respeito ao tamanho e à capacidade do seu equipamento. Por exemplo: uma empilhadeira de 5.000kg de capacidade com centro de carga de 500mm (linha leve) é consideravelmente menor do que uma empilhadeira para 5.000kg de capacidade com centro de caga de 600mm (linha pesada). Essa diferença de centro de carga para equipamentos da “mesma capacidade” é muito comum em empilhadeiras de grande porte, acima de 5.000kg. Por isso fique atento aos orçamentos de diferentes fornecedores para ter certeza de que está comparando equipamentos do mesmo porte.